Doença de Alzheimer é revertida pela primeira vez.

Pesquisadores canadenses usaram técnica de estimulação cerebral profunda.

Até o presente, acreditava-se que o encolhimento do cérebro, a deterioração de suas funções e a perda de memória associados à condição eram irreversíveis, porém a doença de Alzheimer foi revertida pela primeira vez.

Uma equipe  de pesquisadores canadenses, da Universidade de Toronto, liderada por Andres Lozano, usou uma técnica de estimulação cerebral profunda, diretamente no cérebro de seis pacientes, conseguindo travar a doença  já há mais de um ano.

Ler mais