12-millennials-4-e1459429466531

A geração Z e suas características

Existe uma classificação de Gerações de pessoas em função do ano que nasceram. Muito se fala em geração X, Y, Z,milenium.  Neste artigo vamos falar da Geração Z.

Eles não conheceram o mundo sem internet, não diferenciam a vida online da off-line e querem tudo para agora. São críticos, dinâmicos, exigentes, sabem o que querem, autodidatas, não gostam das hierarquias nem de horários poucos flexíveis. São os jovens da Geração Z, que nasceram depois de 1995, e que agora começam a entrar no mercado de trabalho bastante confiantes.

tendencias-de-negocios-2015

A chegada dessa nova geração ao meio organizacional já causa certos impactos por conta das características peculiares e vai exigir que empresas se adaptem e apliquem novas práticas para atrair e reter esses profissionais.

Eles enxergam o mundo diferente. Sua relação com o tempo é outra, é online, a maneira como lidam com hierarquias e a autoridade, enfim, tudo é diferente para a geração deste milênio e as organizações devem se inspirar nela, afirma o doutor em comunicação Dado Schneider.

Hoje, na opinião do especialista, os jovens não se submetem à condições de trabalho que não os satisfaçam. Mas não os considero arrogantes, eles apenas sabem o que querem. Diferentemente da Geração X (nascidos entre o fim de 1960 e 1980), que aceita as normas de trabalho, e da Geração Y (nascidos entre 1980 e 1995), que finge que aceita, eles são questionadores e possuem bons argumentos. A verdade é que eles são bastante maduros, assertivos e vão ser os chefes da geração Y em poucos anos, assim se prevê.

Pesquisas mostram, os nativos digitais são menos motivados por dinheiro que a Geração Y e têm mais ambições empreendedoras. A pró-atividade com relação aos meios digitais também levam muitos a desejarem ter sua própria start-up. Eles não nasceram para serem empregados e sim para empreender e empregar. O trabalho para eles precisa ser uma extensão da casa.

Além da veia empreendedora, não é novidade que o costume de se dedicar quase toda a carreira a uma só empresa veio mudando ao longo das últimas gerações. Porém, foi com a Geração Z que essa tendência se consolidou. Até mesmo as empresas já estão aceitando melhor os currículos dos profissionais que ficam menos tempo em um lugar, com passagens rápidas por elas. Isso antigamente não era bem visto pelas consultorias que contratam, assim explica uma consultoria especializada – Randstad Professionals, especializada em recrutamento e seleção de profissionais.

Sem-Título-4

Diferentemente da Geração Y, os nativos digitais não têm em mente o conceito “work hard, play hard”. O jargão sempre foi usado pelos jovens que se esforçavam muito no trabalho para ganhar bem e ter tudo que desejavam. Duas características importantes são notadas, os Y gastam com audácia e poucos limites – enquanto que grande parte dos Z prefere economizar.

A geração anterior cresceu em um momento de economia forte e a atual cresceu com o terrorismo, complexidade e volatilidade, explica.

Os nascidos neste milênio não querem abrir mão do seu tempo livre. Não consideram que trabalhar muito e ficar no escritório horas depois do fim do expediente seja gratificante. Além disso, eles preferem trabalhar de casa. Oito em cada dez brasileiros da Geração Z exigem condições de trabalho mais flexíveis que as gerações anteriores.

Faltar o trabalho depois de uma festa pode parecer inaceitável aos olhos das novas gerações, mas as empresas que compreenderem as peculiaridades deste novo grupo profissional e estiverem dispostas a se adaptarem a essa geração sairão na frente.

O comportamento tanto dos jovens quanto das organizações está em constante mudança e evolução. As empresas precisam estar atentas e ter flexibilidade para alinhar suas práticas e programas para estarem sempre atualizadas, colaborando na retenção e desenvolvimento de futuros talentos.

Segundo (BUCKINGHAM, 2008) pensar estratégico capacita a abrir caminhos em meio à desordem e encontrar a melhor rota. Trata-se de um modo de pensar diferente, tentar enxergar uma perspectiva especial sobre o mundo geral, essa deve lhe fornecer padrões em cenários alternativos e descartar o que não leva o indivíduo a parte alguma.

Ao pensar em comportamentos diferenciados deve-se atentar aos possíveis conflitos que podem surgir frente a outras estruturas culturais e sociais. Ao relacionar isso com a geração Z esses jovens podem dar muita dor de cabeça, se a empresa não atender às suas necessidades, tanto como clientes quanto como funcionários.

12-millennials-4-e1459429466531

No campo da carreira, o mercado observa que há uma tendência a que sejam futuros profissionais com abordagem mais generalista. Por isso, há uma preocupação por ausência de especialistas em algumas áreas. Isso acontece por causa do amplo acesso que a Geração Z tem às informações, por meios de comunicação interativa, e suas ferramentas como smartphones, tablets etc. Eles recebem muita informação, mas não se aprofundam em nada.

Na era da informação as organizações precisam ser ágeis, ter mobilidade, inovação para poder enfrentar ambientes de intensa ameaça e turbulência. Em organizações com maior exposição às mudanças a gestão de negócios redesenha a estrutura e tenta abandonar órgãos fixos e estáveis e assim partir para equipes multifuncionais de trabalho com atividades voltadas a missões especificas e objetivos definidos. Dessa forma surge a organização virtual que passa a funcionar sem limite de tempo, mais rápida e virtualmente interligada. (CHIAVENATO, 2008)

Dentro de uma comparação com autores nota-se idéias compiladas sobre o tema e o que envolve essa área. É importante examinar todas essas variáveis para se obter uma conclusão mais realista e eficaz.

Assinatura_Blog_CDF_Tania

Anteriores

Ansioso? Desanimado? Estressado? É possível se livrar de tudo isso e muito mais…

Próximo

A Geração Z nas Organizações e Sociedade!

2 Comentários

  1. Caiza

    Que empresa que aceita isso: “Faltar o trabalho depois de uma festa”? Entendo as novas peculiaridades dessa nova geração. Porém, aceitar isso, por entender algo assim faz parte da geração, me soa reforçar irresponsabilidades

Deixe uma resposta

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén