Todos os momentos de nossas vidas são momentos de decisões sobre como utilizaremos nosso tempo.

Este bem precioso que é o tempo, requer DECISÕES efetivas com a visão dos resultados que nossas ações no presente irão produzir no nosso futuro.

Talvez você tenha a percepção que o tempo está passando cada vez mais rapidamente e parece que cada vez mais, dá menos tempo de fazer as coisas que você se planejou, não é mesmo?

O que acontece é que tudo muda numa velocidade muito grande.

Os novos produtos, as redes sociais, novos lançamentos, enfim, a todo o momento existe tudo novo sendo lançado.

Isso acaba causando um processo de urgência e ansiedade para mudanças.

No entanto mudanças exigem decisões e essas têm que ser bem pensadas e avaliadas antes de se tornarem seu foco de atenção e ação.

Para ajudá-lo a tomar decisões, vou apresentar 5 dicas para tornar suas decisões mais assertivas:

1 – QUAL O RESULTADO DA SUA DECISÃO?

Avalie se o RESULTADO de sua decisão irá trazer benefícios ou nada irá agregar de positivo em sua vida.

Por exemplo, vamos supor que você precisa investir seu tempo entre desenvolver um novo projeto que trará expansão e ganhos ao seu negócio ou participar de um curso sobre culinária para satisfazer sua vontade em aprender a cozinhar.

A pergunta é qual o RESULTADO tangível que você consegue perceber entre uma decisão e outra hoje?

Mas talvez você pense, mas nem tudo na vida é dinheiro, e meu bem-estar, meu prazer.

Com certeza seu bem-estar e prazer serão muito maiores se você priorizar os ganhos necessários para poder usufruir dos prazeres da vida sem a preocupação de ausência de renda e excesso de dívidas.

2 – AVALIE O RESULTADO X TEMPO EMPENHADO EM SUAS AÇÕES

Não basta apenas uma boa decisão, mas também a avaliação do tempo empenhado para adquirir a competência necessária para conquistar o resultado desejado.

Vamos supor que depois de uma avaliação criativa de ações para melhorar a performance de sua empresa ou dos seus rendimentos no seu trabalho, você chegou a três ideias que te empolgaram e agora vem a dúvida… o que fazer primeiro?

PARA MELHOR DECIDIR, é interessante fazer a seguinte tabela:

Tabela_Site

Por exemplo entre as três ideias, qual você implementaria primeiro? Depende…

A tabela te ajuda a analisar e decidir melhor, pode ser que a ideia 1 apesar de trazer um resultado pequeno, já é uma melhoria que poderá ser implementada de imediato.

E entre as ideias 2 e 3? Pela qual você começaria primeiro?

Pode ser que o resultado razoável em pouco tempo para implementar a ideia 2, facilite e diminua o tempo de implementação da ideia 3 que aparentemente em pouco tempo traria um resultado GRANDE. Mas perceba que ao tornar as informações visuais, fica mais assertivo tomar decisões fundamentadas em fatos e na visão dos resultados futuros.

3 – AVALIE A VIABILIDADE

Para decidir entre uma ideia e outra o fator viabilidade de investimento financeiro e conhecimento técnico para implementar a ideia é fundamental.

Se houver dúvida entre duas ideias que envolvam o mesmo tempo e lhe trarão os mesmos resultados, verifique qual ideia exigirá menores investimentos, pois o lucro será maior.

Ao pensar em investimento pense em adquirir conhecimento, materiais, marketing, divulgação, distribuição, etc.

4 – AVALIE OS PARCEIROS ESTRATÉGICOS (STAKEHOLDERS)

Parceiros estratégicos são fornecedores, distribuidores, formadores de opinião que serão fundamentais para impulsionar o resultado de suas decisões.

Fazer uma avaliação do interesse dos parceiros estratégicos pelo seu produto ou serviço é fator fundamental na hora de decidir, pois não adianta algo que você julga excepcional se não chegar até o consumidor.

5 – AVALIE O INTERESSE DO CONSUMIDOR

A pesquisa de mercado irá indicar se o resultado de sua DECISÃO irá motivar o mercado a consumir. Muitas vezes algo que na avaliação de uma empresa será algo excepcional, o resultado acaba sendo frustrante porque não desperta o interesse no consumidor.

O importante é identificar uma necessidade explícita ou latente no mercado.

Necessidade explícita está aparente, existe o mercado e a demanda é insuficiente.

A necessidade latente é aquela que o consumidor não percebeu ainda que necessita do seu produto ou serviço.

Por exemplo, quando a APPLE decidiu fazer o IPHONE, ou Smartphone, o consumidor ainda não sabia que tinha tanta necessidade de conexão.

Para terminar, quero deixar uma reflexão…

Quais as necessidades intangíveis que o seu produto ou serviço pode atender?

O que as pessoas ainda não perceberam que precisam, mas já têm a necessidade?

Essa necessidade é percebida quando se observa grande esforço das pessoas para buscar soluções para os problemas que surgem na rotina do seu cotidiano, e muitas vezes reclamam pela dificuldade que têm com essas soluções.

Espero que você tenha muitas ideias e que essas exijam de você DECISÕES inteligentes e que essas sejam ASSERTIVAS.

SUCESSO!