Segundo estudo publicado no Psychological Science, a compaixão não é uma virtude nata, pode ser desenvolvida através de exercícios de meditação que podem mudar os circuitos neurais ligados ao sentimento.

Foi feita uma experiência usando uma antiga técnica budista que ajuda a despertar sentimentos de compreensão e cuidado em relação aos outros.

Pesquisadores orientaram voluntários a fazer meditação, e, durante o exercício, estes repetiam frases como “Que você fique livre da dor. Que você sinta alegria e conforto” enquanto se concentravam em entes queridos, em si mesmos e até em estranhos e pessoas com quem tiveram conflitos.

Após o período estas pessoas revelaram maior comportamento altruísta em suas reações e em exames de imageamento cerebral.

Tal pesquisa, só vem a agregar aquilo que é passado em nossos cursos, que é possível desenvolver nossas habilidades através da mente.