Quantas vezes você já se encontrou numa encruzilhada da vida e teve que tomar uma decisão?

Na realidade a todo o momento tomamos decisões, umas mais simples, outras mais complexas que podem até dar origem a conflitos internos.

Quando digo decisões simples, estou me referindo a decisões que não causam dúvidas.

Por exemplo, decido tomar meu café da manhã na padaria, decido ir ao supermercado, decido ler um livro, decido ir dormir, almoçar, enfim decisões fazem parte da nossa rotina.

O problema é quando surge a INDECISÃO, quando uma decisão causa dúvida, causa um conflito entre o que você DESEJA e a sua VONTADE.

Talvez agora você esteja se perguntando, mas como?

Qual a diferença entre o que eu desejo e minha vontade?

O DESEJO tem sua origem na sua mente consciente, ou seja, uma parte sua que faz com que você perceba e sinta as consequências dos eventos que passam pelos seus pensamentos no momento PRESENTE.

Esses eventos podem efetivamente estar acontecendo em tempo real, ou então já aconteceram no passado e o simples fato de você lembrar-se, faz você experimentar novamente o que sentiu.

Da mesma forma, se você visualizar algo que você deseja no futuro, você também consegue sentir as emoções que experimentará quando conquistar seu objetivo.

Quando você lembra do passado ou imagina o futuro, você traz para a mente consciente as emoções associadas à sua lembrança. Dessa forma o DESEJO está associado ao sentimento do que é bom ou ruim no momento presente.

Já a VONTADE surge de outro lado da sua mente, chamada MENTE INCONSCIENTE.

Todas suas experiências e aprendizados de sua vida estão guardados nesta dimensão da mente e se tornam conscientes quando você se lembra de algo.

Essa lembrança acontece por estímulos externos ou por estímulos internos fruto do que você deseja conscientemente.

Deixa me explicar melhor. Por exemplo, vou lhe dar um estímulo externo.

Você se lembra de um professor que teve influência na sua vida? Ou você se lembra do que almoçou ontem?

Perceba que por meio de perguntas estimulei sua mente que estava com essas informações numa dimensão inconsciente e elas se tornaram conscientes quando você se lembrou.

Você pode por meio do seu DESEJO querer muito algo para seu futuro e sentir no momento presente a emoção e benefício de conquistar este objetivo, por exemplo, imagina que você precisa fazer uma apresentação de um projeto, ou um trabalho escolar como o famoso TCC.

Você começa a visualizar você fazendo esta apresentação, tudo o que você deseja é ter sucesso, não é mesmo?

No entanto, enquanto você DESEJA o sucesso, por outro lado vem pensamentos que surgem do seu inconsciente alertando para você tomar cuidado.

Então começa uma “vozinha interior” a alertar, e se as pessoas perguntarem algo que eu não sei, e se eu gaguejar, e se der branco, e se… e se…. Então você é tomado pelo medo de FRACASSAR e pelo medo do JULGAMENTO das pessoas.

Este mecanismo é fruto da VONTADE do seu inconsciente de protegê-lo.

Um mecanismo que leva você a ficar num estado de alerta e cuidado para se preparar MUITO ou para evitar a apresentação, pois as referências do passado associadas a outras vezes que você foi falar em outras situações, não foram muito agradáveis.

Vamos supor uma criança que ouviu muitos “cala boca” em situações diferentes ao longo de sua vida. Isso pode ter acontecido na escola, quando a criança começa a aprender a ler, ou quando foi fazer uma leitura na frente dos amigos e se deu mal, e aí vem a gozação da turma.

Pode ter sido uma situação onde a criança tentou conversar com o pai ou mãe e eles estavam nervosos ou preocupados com outra coisa e a mandaram calar a boca ou até mesmo a colocaram de castigo.

E quantos outros acontecimentos podem ter acontecido onde a criança experimentou emoções ruins associadas ao ato de se expressar?

Perceba que o seu DESEJO é falar com tranquilidade, mas existe referências do passado que você não se lembra do acontecimento, mas sua mente produz em você o a VONTADE de não fazer o que é necessário para você conseguir o que deseja.

Este paradigma é o que determina a INDECISÃO perante o conflito entre o DESEJO e a VONTADE.

O que fazer? Vamos aos 6 passos para evitar a INDECISÃO pelo conflito entre DESEJO e VONTADE:

1º – Conscientizar-se da origem do fato que gerou a VONTADE de proteção pela mente inconsciente. Na maioria das vezes é necessária tecnologia comportamental para te ajudar neste processo de modificar a origem desse excesso de proteção e dessa forma o conflito desaparecerá.

2º – Ter conhecimento sobre o assunto que você irá falar. Se você tiver 15 minutos para falar, prepare-se para 2h. Isso tranquiliza sua mente inconsciente.

3º – Policie seus pensamentos buscando evitar aqueles que lhe dizem que você não conseguirá e que sua apresentação será difícil, os pensamentos que começam com “e se…”. Não é fácil, mas o estado de alerta irá minimizá-los.

4º – Pratique muito. Adquira conhecimentos das técnicas da boa comunicação e pratique com amigos, com parentes ou até mesmo sozinho. A prática minimiza a insegurança e fortalece a habilidade.

5º – Visualize você se expressando na frente de muitas pessoas, falando com tranquilidade, sendo aplaudido e elogiado. A sua mente inconsciente não consegue distinguir um fato real de algo que você esteja imaginando.

6º – Comemore seus resultados positivos, a comemoração cria a VONTADE futura de repetir a ação para experimentar novos bons sentimentos.

Agora é com você, decida-se conscientemente.

Tenha uma Boa Semana!