Quando falamos em pessoas ou em algo que envolve pessoas, automaticamente falamos de comportamento.

Existem diversos tipos de pessoas, logo, diversos tipos de comportamentos.

O que caracteriza um ser humano é sua essência, e é nesta essência que encontramos os atributos e necessidades de cada indivíduo, que ditam seus sentimentos, ações e reações no mundo em que vivemos.

Mas como descobrir a essência de alguém?

Com uma simples observação no dia a dia é possível chegar a um nível de conhecimento do jeito de ser de uma pessoa, porém este processo é demorado e nem sempre é tão preciso.

É neste momento que a tecnologia traz uma ferramenta de mapeamento de perfil comportamental que nos ajuda e muito a conhecer as características de uma pessoa.

Com uma avaliação de perfil comportamental é possível identificar não só essa essência de que falamos, mas também muitos outros fatores que modelam o comportamento, tais como: flexibilidade, capacidade de adaptação a mudanças, estilo de liderança, influência do meio, perfil profissional, nível de estresse, autoestima, entre outros.

Por que saber o perfil comportamental de alguém?

A partir do momento em que uma pessoa descobre como ela funciona, descobre os porquês de ter certos sentimentos, atitudes e reações.

Ela se desperta para o desenvolvimento pessoal e profissional, pois passa a entender como suas características e necessidades influenciam em seu comportamento, aumentando assim, o controle de si mesmo.

Muitas vezes o que torna o cotidiano estressante é apenas um detalhe que passa despercebido. Por exemplo: hoje em dia é uma raridade alguém parar para refletir sobre aquilo que realmente o motiva na vida.

O mapeamento de perfil pode trazer essa reflexão e fazer a pessoa abrir os olhos para um aspecto fundamental, antes desconhecido, que fará com que sua vida mude de direção e vá ao encontro do sucesso muito mais rápido do que imagina.

O uso da ferramenta de perfil comportamental com foco na vida pessoal proporciona uma descoberta profunda sobre a personalidade.

O que gosta, o que não gosta, o que motiva, o que desgasta, e assim por diante.

A partir daí é possível mensurar o quanto e o que pode ser feito para que a realização pessoal venha à tona.

No uso profissional, a ferramenta é extremamente eficiente, já que é simples de usar, economiza tempo e dinheiro e deixa pessoas mais satisfeitas trabalhando com o que gostam.

Um profissional de Recursos Humanos na maioria das vezes encontra no mercado profissionais estruturados e dedicados, mas nem sempre eficazes devido a inadequação do seu tipo de perfil comportamental para função que exercem.

Como é mais fácil e prático lapidar um profissional tecnicamente do que comportamentalmente, vale a pena entender com quem você lida em sua empresa para poder alocá-lo da maneira mais inteligente possível.

Uma avaliação de perfil evita problemas futuros dentro de uma empresa, seja em recrutamento e seleção, remanejamento de cargos, ou até mesmo escolha de um cargo de liderança, pois mostra que nem sempre um profissional que se destacou por resultados técnicos conseguirá exercer uma função na gestão de pessoas com a mesma maestria.

Ser um analista de perfil comportamental significa ajudar pessoas.

Ajudar pessoas a se situarem, e a se adaptarem para melhor desenvolver suas habilidades naturais sempre com respeito a sua individualidade.